infertilidade

Infertilidade – O que é, causas e tratamentos

Infertilidade é a dificuldade, ou impossibilidade de um indivíduo de engravidar. Para a medicina, é identificada uma provável infertilidade do casal quando não há gravidez após 12 meses seguidos sem uso de métodos contraceptivos e com relações sexuais regulares e em períodos diferentes do ciclo menstrual.

A partir desse prazo, é necessário procurar ajuda médica para que seja identificado qual o motivo da infertilidade. Porém, em alguns casos especiais, esta lacuna pode ser diminuída, devido a fatores que impliquem maior dificuldade, como quando a mulher já tem mais de 35 anos de idade, ou em casos de algumas doenças pré-existentes e já conhecidas por ambos, como a endometriose e a síndrome de ovários policísticos, por exemplo.

A infertilidade de homens e mulheres

Estima-se que entre 15% e 18% dos casais, em todo o mundo, possuem algum problema relacionado à infertilidade. E, apesar de, historicamente, a mulher ser sempre o foco do problema, estatísticas da Organização Mundial de Saúde apontam que, atualmente, tanto homem quanto mulher possuem os mesmos índices de 40% das causas da infertilidade.

Apesar desta descoberta, em grande parte dos casos, acaba sendo a mulher quem procura entender a dificuldade de engravidar, e é nela em que os primeiros exames diagnósticos são realizados. Isso acontece, porque, apesar de estarmos a caminho de uma sociedade mais igualitária, ainda é comum o pensamento de que um homem que não consegue ter filhos não é um homem com tanta virilidade e masculinidade como os demais.

Por isso é que a informação é tão importante. Tanto mulheres acima dos 35 anos quanto homens com mais de 45 perdem a qualidade reprodutiva natural. Isso acontece porque ocorre, no corpo de ambos, uma mudança natural nos hormônios, diminuindo relevantemente a qualidade dos óvulos (nas mulheres) e do sêmen (nos homens).  

Fatores internos e externos

Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), quando diagnosticadas muito tarde ou mal tratadas, também podem causar a infertilidade, tanto em homens quanto em mulheres.

Existem outras doenças (que podem deixar resquícios não identificados, como a caxumba, infecções e vírus), que podem deixar como sequela a dificuldade ou a anulação total da produção de espermatozoides qualitativos. Há também, algumas questões genéticas que indicam má formação no sistema reprodutor masculino e a varicocele, uma doença comum principalmente em homens muito altos.

Já nas mulheres, os distúrbios hormonais que interferem diretamente na ovulação são os motivos mais frequentes da dificuldade reprodutiva, acompanhados da endometriose, tubas obstruídas, útero septado e ovários policísticos, entre outros.

Voltando aos fatores externos, outros dificultadores da fertilidade, tanto para homens quanto para mulheres, são: o tabagismo, o alcoolismo e também o excesso (ou a falta) de peso.

Diagnóstico para infertilidade

Para identificar a qualidade e quantidade dos espermatozoides, é preciso fazer um espermograma onde serão avaliados: quantidade, morfologia, volume e também a rapidez no movimento em chegar até o óvulo.

Nas mulheres, é preciso fazer uma avaliação da ovulação, incluindo: histórico menstrual, dosagens hormonais, e a formação do útero e das tubas. Primeiro, são feitos exames de sangue e em seguida uma ultrassonografia, podendo, em alguns casos, haver a necessidade de uma ressonância magnética.

Tratamento

Quando detectada a causa da infertilidade, seja no homem, na mulher ou em ambos, o médico indicará o procedimento mais adequado para o tratamento. Existem diversas maneiras de tratar esta doença, e elas vão desde uma simples medicação até cirurgias, ou o tratamento de reprodução humana (que quando indicado, pode ser feito através da inseminação intrauterina ou da fertilização in vitro).  Geralmente, o problema é resolvido com estas questões, porém, não existe nada que garanta 100% de eficácia.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ginecologista em Patrocínio e Patos de Minas.

Comentários

Posted by Dr. Rodrigo Tavares